24 de abril de 2017

Blecaute

Blecaute
Suzette Rizzo

Falei tanto do amor,
das ausências, das paixões,
da grande dor!
Cansei da imaturidade,
dos versos juvenis,
do desejo de ser matriz...



Não revejo, não relembro,
não reviveria nenhum daqueles romances
irrelevantes.
Percebo hoje o que vivi... 
Foram eles, tipo sensação apavorante
de quarto escuro 
ou então roda gigante.

2017






23 de abril de 2017

Tanto faz


Tanto faz
Suzette Rizzo

Tanto faz o meu temor,
o choro compulsivo,
a dor do meu destino,
nascimento, meio, fim...
Tanto faz o que veio em mim
e se agita,
se o tempo grita cansaços

ou se a flor da essência anda murcha,
se algo por dentro se entrega,
se a vida me agarra a unha.
Tanto faz!
Se serei uma menos,
se ainda sou uma a mais.

2015

Escuros meus

Escuros meus

Não insisto nem persisto,
não quero esperanças vãs...
Observo a pele, as unhas curtas,
a falta de tudo por dentro,
o amargo sem mel,
o céu sem manhãs.
Não te escuto,
não mais te sugo como um vampiro
planando legiões sombrias...
Te penso vivo, alma livre,
de anjo socorrista,
as mãos segurando as minhas.
Mais que nunca te preciso. 




Suzette Rizzo - 04 2016


U2 - With or without you (tradução)

Desde parida

Desde parida

Escavo terra endurecida
desde parida.
Não senti verdade nas palavras
de ninguém,
nem amor nas mãos estendidas.
Conheci apenas um emaranhado
de pensamentos meus
e dos outros recebi pouco entendimento,
só ouvi tolices vencidas.
Continuo tentando desterrar
algo semelhante a mim,
como eu, assim mal vinda,
meio louca, meia boca, nada querida.

Sou uma poetiza fracassada,
pouca fala de amor...



Escavo sempre terra dura,
escrevo com unhas sujas 
apenas sentindo dor 

Suzette Rizzo







22 de abril de 2017

Expiação



Expiação

Morrem palavras e versos da minha poesia
e consequentemente sucumbe comigo
a vontade de externar o imo.
Ingiro veneno
e o vento não refresca o ardor
nem a agua alivia a queimação.
Enxergo-me dentro de uma poesia
dolorosamente suplicando justificativas
à esta sobra.
Enquanto estrelas procriam luzes
meus sonhos agonizam,
sem que eu possa desopilar de mim 
o que o mundo me causa.
Suzette Rizzo - April 23, 2017






Essência



Essência

Quem mora em mim, por ora não voa,
mas quem mora em mim mergulha em sonhos.
Quem mora em mim
não tem vaidade do corpo,
não tem carne não tem osso,
nem peso pesado nos ombros.
Quem mora em mim tem mil nomes,
mil vidas, historias,
um ser talvez infinito.
Quem mora em mim me faz bem,
não importa o que visto.

Suzette Rizzo - Agosto, 2015

20 de abril de 2017

Atração - Suzette Rizzo


Atração


O que me atrai,

é a sensibilidade verdadeira

moradora nas palavras

escoltando emoções cálidas.

O que me atrai é bem isso...

A calma da emotividade,

bailando o que se vê  enquanto alma.




O que me atrai é o cantar da vida

nas tardes adocicadas do mel do verão.

O que me atrai enfim, são as asas da poesia


em plena abdução

Suzette Rizzo


19 de abril de 2017

Feminino - Suzette Rizzo

Feminino
Suzette Rizzo

Passou!
Cada momento iludido de alguma coisa imbecil.
Passa, 
a vontade do espelho,
da cor oposta do cabelo,
do olho pintado,
das unhas leoninas
a conservação dos ares menina.
Passa... 
qualquer prazer agora, é sempre idiota.
O lugar está marcado e penso que o assento seja,
no ultimo vagão perto da porta.
2017



29 de março de 2017

Tipo Bilhete





Tinha que ser assim




Tinha que ser assim

Era esperado
meu pulmão se encher de magoas
e hoje cuspir raivas embutidas.
Pelo menos isso!
Pois é, sofro de angustia pulmonar.
Estes pulmões aspiraram estragos constantes,
filhotes da tristeza e do medo.
Perguntas o que houve?
Deixaram-me em completa putrefação
sufocando desde sempre,
o sensível pulmão.

Suzette Rizzo


28 de março de 2017

Som Urbano


Som Urbano

Tão lindo, tão pálido!
Emoldurando o rosto
o negro cabelo.
Tão lindo o menino argentino
y su Banda,
atirando aos passantes
seus temperos!

Suzette Rizzo

Brincadeira





Brincadeira! Só poderia!

Gullit perguntar por mim?


E vi seus verdes (que olhos!)


Enxergando meu metro e meio


como se eu fosse um jardim.


Suzette Rizzo

14 de janeiro de 2016

Atoleiro



Atoleiro
Suzette Rizzo

Transporto um peso de séculos...  
Há tanto me firo em lágrimas
de aço!
Meço assim, cada centímetro
 a dor que destrói meu espaço
E pensar, nem faz muito,
o destino ousou um convite
(porém de grego)
causando-me depois conjuntivite
tamanho pó, 
e de mim tanta dó.



Tranquei-me com meus cães,
deixei-me amar por eles
com seus olhares verdadeiros.
E bastou-me
para então concluir que o convívio
com ser humano,
é como cair num atoleiro
forrado de enganos








6 de janeiro de 2016

A vida do tempo



A vida do tempo
Suzette Rizzo

Não adianta, não seguro,
nem o sol que esconde a lua,
nem a vida que vaza.
Não adianta, o tempo passa,
é como a noite que se apaga
pra nascer nova ironia.
E ele, o tempo, deixa rastros,
se funde naquele passado
da alma que era iludida.

Não adianta,
essa coisa não estanca,
corre incessante pelas veias, 
como rios... 



desembocando no finito
deste meu tempo de voar.
E a vida, se vai com ele,
no meu tempo de escoar.

Sei que morre...
nem vi passar!

                         Suzette Rizzo








5 de janeiro de 2016

A vida no mundo (Oposição)



A vida no Mundo
(Oposição)
                 Suzette Rizzo

A vida não é um poema de Tagore
nem o desencadear de um vento visitante...

Não é, creia-me, um drama temporário
nem a linda canção dos pássaros.

A vida é o lar carcerário,
um tempo quase sempre trágico.

Saiba, a vida fura como estiletes
fere com unhas de bruxa,





dilacera como caninos das feras
ingere como a morte ingere, nossa alma.

Vida é poema deficiente,
capaz de deleitar a vista

e ao mesmo tempo esmagar-nos
ensandecida e mediocremente

Porque o mundo segundo Zaratustra de Nietzsche  
é um monstro paranóico e lamacento
e somos  irmãos de quem disse.

Vida é sonho caído da estrela
que o mundo escorraça

e o chão freia,
em meio ao todo de mentes doentes...

E os ideais espatifados no solo
não são de um meteoro

ou rápido cometa
sofrendo de vez a queda

Além disso, vida é só perda
é lenta e teimosa como um burrico
empacado em frente a cerca.

                                           
Suzette Rizzo






Abraço


Abraço
Suzette Rizzo

Há um abraço que preenche
além do desejo
e do amor...
Um abraço completo
onde incertezas não cabem
e as almas se abrem...
Como um poeta 
escoando versos
sob torpor.



Há outro abraço:
Vago,
irônico, 
falso,  
confirmado.






2 de janeiro de 2016

Anseios



Anseios
Suzette Rizzo


Quisera quebrar a redoma,
rebentar o fio prata
que me prende onde não quero,
entre seres  e imundices
que detesto.
Quisera sair correndo,
escapar desta vala,
acordar noutra praia,
vestida do meu avesso.



Saturday, July 11, 2015









30 de dezembro de 2015

Ampliando a alma



Ampliando a alma
Suzette Rizzo


Depois de tanto sofrimento,
agora crescida por dentro,
sinto o peso de culpas,
que esfareladas enchem sacas
que jamais serão ultimas.

Mesmo depois do crescimento,
remorsos afloram sempre,
mesmo tendo alcançado nuvens,
mesmo sabendo-me aprendiz
e a vida que mereci.



Ajoelho-me no chão do quarto
peço ainda perdão constante,
mesmo por culpas pequenas...
Mesmo agora depois de entendê-las,
apenas. culpas terrenas.





Ho'oponopono Sinta isto!




Oração ao Criador


Divino Criador Pai, Mãe, Filho, todos em Um,
Se eu, minha família, meus parentes e antepassados
Ofendemos tua família, parentes e antepassados
Em pensamentos, palavras, fatos ou ações
Desde o inicio de nossa criação até o presente;





Nós pedimos teu perdão
Deixe que isto se limpe, purifique, libere
E corte todas as memórias, bloqueios, 
energias e vibrações negativas
Transmuta essas energias indesejáveis em pura luz. E assim é.

Para limpar meu subconsciente
De toda a carga emocional armazenado nele,
Digo uma e outra vez durante meu dia
As palavras chaves do Hooponopono
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.

Me declaro em paz com todas as pessoas da Terra
E com quem tenho dívidas pendentes
Por esse instante em seu tempo
Por tudo o que não me agrada de minha presente vida
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.

Eu libero todos aqueles de quem acredito
Estar recebendo danos e mal tratos
Porque simplesmente me devolvem
O que eu os fiz antes
Em alguma vida passada
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.

Ainda que me seja difícil perdoar alguém
Eu sou quem pede perdão a esse alguém agora
Por esse instante em todo tempo
Por tudo o que não me agrada de minha vida presente
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.

Por este espaço sagrado que habito dia a dia
E com o qual não me sinto confortável com isto
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.

Pelas difíceis relações das quais guardo somente lembranças ruins
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.

Por tudo o que não me agrada na minha vida presente
De minha vida passada, de meu trabalho
Ou o que está ao meu redor
Divindade, limpa em mim o que está contribuindo com minha escassez
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.

Se meu corpo físico experimenta
Ansiedade, preocupação, culpa, medo, tristeza, dor...
Pronuncio e penso: minhas memórias, eu te amo
Estou agradecida pela oportunidade de libertá-los a voces e a mim
Eu sinto muito, me perdoa, obrigado, eu te amo.
Neste momento afirmo que ...eu te amo.

Penso em minha saúde emocional
E na de todos os meus seres amados...te amo
Para minhas necessidades e para aprender a esperar sem ansiedade, sem medo
Reconheço as memórias aqui.....sinto muito, te amo.

Minha contribuição para a cura da Terra
Amada Mãe Terra, que és quem Eu sou
Se eu, minha família, meus parentes e antepassados
Te maltratamos com pensamentos, palavras, fatos e ações
Desde o inicio de nossa Criação até o presente
Eu peço teu perdão

Deixa que isto se limpe, purifique, libere e corte todas
as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas.
Transmuta estas energias indesejáveis em pura luz. E assim é.

Para concluir, faço de teu conhecimento
Que este áudio é minha contribuição
À tua saúde emocional
Que é a mesma minha

Então esteja bem.
E na medida que tu vais te curando, eu te digo que
Eu sinto muito pelas memórias de dor que comparto contigo.

Te peço perdão por unir meu caminho a ti para curar
Te dou as graças porque estás aqui por mim
E eu te amo por ser quem és. 

FELIZ  2016 AMIGOS